20 dez

NEUROCIÊNCIA EXPLICA O PODER DA GRATIDÃO

6-11-tododia-gratidao

Olha só que interessante… No mundo espiritual a gratidão nos conecta com Deus e com seu espírito… no mundo natural, a neurociência explica o poder da gratidão no seu corpo. Quando geramos sentimentos de gratidão em nossos pensamentos, ativamos o sistema de recompensa do cérebro, localizada numa área chamada Núcleo Accubens. Esse sistema é responsável pela sensação de bem-estar e prazer do nosso corpo.

Quando o cérebro identifica que algo bom aconteceu, que fomos bem sucedidos e que existem coisas na nossa vida na nossa vida que merecem reconhecimento e somos gratos por isso, ocorre uma liberação de dopamina, um importante neurotransmissor que aumenta a sensação de prazer. Por isso, as pessoas que manifestam gratidão vivem em níveis elevados de emoções positivas, satisfação com a vida, vitalidade e otimismo.

A gratidão deve ser construída pelo nosso pensamento consciente. Para que isso torne-se um hábito é preciso que você construa o reconhecimento interno pensando em suas conquistas. Por isso se diz que devemos ser gratos pelas menores conquistas, assim mantemos ativos este incrível canal hormonal de satisfação.

Por outra via neural, a gratidão estimula as vias cerebrais para a liberação de outro hormônio chamado ocitocina, que estimula o afeto, traz tranquilidade, reduz a ansiedade, o medo e a fobia. Exercitar o sentimento de gratidão dissolve o medo, a angustia e os sentimentos de raiva. Fica mais fácil controlar os estados mentais tóxicos e desnecessários. O nosso cérebro não é capaz de sentir, ao mesmo tempo gratidão e infelicidade. Você é que faz a escolha.

Ocupe seu espaço interno e exercite diariamente a gratidão. Para fazer com que seu dia comece de forma positiva, já pela manhã experimente pensar nos diversos motivos que você tem para sentir gratidão. E termine seu dia refletindo sobre as realizações que lhe deram prazer.

Gratidão é o amor em forma de reconhecimento!
Cultive a gratidão em seu coração e viva mais e melhor!
Gratidão pelo nosso trabalho!
Gratidão pelos desafios que nos fazem crescer!
Gratidão pela dádiva de estar junto de pessoas tão especiais!

(autor desconhecido)

Fonte:https://obemviver.blog.br/2016/12/26/saiba-como-a-gratidao-age-no-cerebro-segundo-a-neurociencia/

06 dez

VOCÊ TEM INTELIGÊNCIA EMOCIONAL?

6-12-cuidese-inteligencia

Daniel Goleman, no livro Inteligência Emocional, a define como sendo: a capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos.

Esse conceito nos mostra que ter inteligência emocional não se refere a conhecimentos intelectuais e científicos, mas em como reconhecemos os nossos sentimentos e como lidamos com eles e com as emoções que eles trazem à tona.

Segundo Goleman: “Quem tem inteligência emocional geralmente é confiante, sabe trabalhar na direção de suas metas, é adaptável e flexível. Você se recupera rapidamente do estresse e é resistente”, disse ao Huffington Post o psicólogo Daniel Goleman, autor de “Focus: The Hidden Driver of Excellence” [“Foco: O Motor Oculto da Excelência”]. “A vida corre muito mais suavemente se você tiver boa inteligência emocional.”

Para que fique mais fácil identificar se temos ou não inteligência emocional seguem alguns tópicos:

1 – Você consegue observar o seu próprio comportamento?

Por exemplo, nas situações cotidianas, se algo te deixa muito chateado, você consegue parar e pensar a respeito dos sentimentos e emoções que surgiram daquela situação? Você consegue entender o porquê ela impactou a sua vida e, acima de tudo, consegue mudar de atitude percebendo que o resultado não foi bom?

2 – Você tem domínio das suas emoções ou elas definem o seu dia?

Muitas vezes somos impulsivos quando estamos tomados por uma emoção ou sentimento, mas, se o sentimento não é bom provavelmente o resultado também não será. Uma das técnicas usadas é a respiração, isso mesmo, antes de tomar uma decisão tomada por impulso respire por várias e várias vezes, se acalme e pense em todos os possíveis resultados que isso trará para sua vida. Após fazer isso muito provavelmente a sua atitude será diferente.

3 – As emoções negativas fazem parte da natureza humana então, aprenda a lidar com elas.

De nada adianta negar o sentimento ou as emoções, alguns sentimentos farão parte de nossa vida num momento ou outro, como tristeza, medo, raiva, insegurança e, está tudo bem. Deixe o sentimento vir e faça as pazes com ele, sinto o que for necessário sentir e perceba qual é a origem dele, em que parte do seu corpo ele se manifesta, onde dói. Negar o sentimento só vai fazê-lo tornar-se cada vez maior.

4 – Autoconhecimento é uma das mais poderosas chaves que temos.

Se eu sei quem eu sou, se acredito no que sou capaz de fazer, se reconheço minhas habilidades e meu potencial eu venço os obstáculos e problemas com muito mais facilidade. É necessário ser honesto consigo mesmo! Reconhecendo as suas habilidades e as suas fraquezas é possível potencializar as coisas nas quais já somos bom e melhorar as que não somos. Segundo Goleman. “Se você sabe em que é realmente eficaz, pode operar a partir dessa confiança”.

Uma pessoa com inteligência emocional é alguém que se sente à vontade seguindo sua intuição, diz Goleman. Você ouve a sua voz interior? Acredita quando ela lhe diz o melhor caminho a seguir?

5 – Calce o sapato do outro!

Isso se chama desenvolver o sentimento de empatia! Ante de julgar, criticar, falar do que o outro está fazendo é necessário que eu entenda toda a história de vida dele, como foi tratado pelos pais, em que acredita, como vive e, principalmente, se eu vivesse a vida que ele vive, como eu me comportaria?

“A curiosidade expande nossa empatia quando conversamos com pessoas de fora do nosso círculo social habitual, encontrando vidas e visões de mundo muito diferentes das nossas”, escreveu Roman Krznaric, autor do livro “Empathy: A Handbook For Revolution” [“Empatia: Um Manual para a Revolução”], em seu blog Greater Good.

Cada um de nós tem uma trajetória e momentos que são essenciais para o nosso aprendizado, portanto, não julgue!

6 – Respeito e aceitação

Já falei várias vezes aqui que muito embora sejamos filhos de um mesmo Pai, cada um de nós tem qualidades e características únicas, bem como limitações e falhas. Quando reconheço as minhas forças e fraquezas também passo a respeitar as limitações do outro, desenvolvendo o respeito, solidariedade e valorização do próximo e passo a desenvolver relações saudáveis.

7 – Tenha foco eliminando fatores de distração

Para que possamos atingir um maior aproveitamento de tudo que estamos realizando, é necessário ter foco. Mas o que é foco? Ë a convergência de energia em um único ponto de cada vez. Isso significa que, se estou no trabalho eu elimino outros pensamentos e me dedico 100% a esse momento. Se estou em casa com a família eu me desligo das outras coisas e me faço 100% presente. Isso é foco! E agindo assim desenvolvemos o mais alto nível de inteligência emocional.

Em resumo, Daniel Goleman diz que as cinco principais características da inteligência emocional são: habilidades sociais, empatia, autoconsciência, motivação e autorregulação.

Portanto, reconhecendo minhas habilidades e fraquezas, calçando o tênis do outro, aceitando, respirando e controlando meu estado emocional, ouvindo minha intuição, consigo melhorar meu relacionamento comigo e com os demais em qualquer área de minha vida.

Fonte:https://www.eucorro.com/novidades/89

29 nov

4 DICAS SIMPLES PARA MANTER A PELE HIDRATADA

28-11-beleza-hidratacao

São muitos os fatores que roubam nossa beleza. Poluição, estresse, restos de maquiagem, noites mal dormidas por exemplo influenciam muito na nossa aparência.
E para manter a pele sempre com boa aparência é muito importante hidratá-la todos os dias. E claro, o uso quase que sagrado do protetor solar!
A limpeza facial é fundamental para que a pele possa se regenerar durante o período de descanso. Mesmo que não usemos maquiagem, devemos retirar as impurezas antes de deitar para dormir.
Manter a pele hidratada é um dos desafios mais importantes que podemos enfrentar. Nossa pele sofre com as alterações climáticas. Quando o tempo está mais seco, o ambiente naturalmente rouba água do organismo, deixando a pele ressecada.

Os riscos aos que estamos expostos ao descuidar da pele incluem:

.Ressecamento
.Aparecimento de manchas e espinhas
.Mudanças no aspecto, como envelhecimento prematuro
.Opacidade

Uma mudança na rotina diária onde passamos a cuidar especialmente da pele, trará a hidratação que esta necessita e merece.
No entanto, a hidratação ideal não se consegue somente com a aplicação de cremes ou outros ingredientes naturais de uso tópico.
Para conservar a pele hidratada por muito tempo também precisamos consumir alimentos e bebidas com os nutrientes e vitaminas necessários.

Dicas para manter a pele hidratada

A pele corretamente hidratada é notada facilmente. Seu brilho e elegância nos fazem parecer mais jovens e bonitos.
Por isso é recomendado usar proteção ante as constantes mudanças climáticas, a poluição ambiental e outros agentes externos.

  1. Hidratação ótima

. O uso indiscriminado de sabonetes muito perfumados com componentes adstringentes não faz bem para todas as pessoas.
. Escolha um sabonete cujo pH se adapte ao seu tipo de pele. Para as peles oleosas é recomendado evitar os sabonetes e produtos que contenham óleos densos, pois terminam bloqueando os poros.
. Para a pele seca, por outro lado, é imprescindível utilizar produtos que contenham vitamina E, óleos e, se possível, aloe vera.
. Se sua pele tiver predisposição para a acne, prefira produtos à base de gel.
. Não se esqueça de que para manter a pele com a hidratação apropriada devemos nos hidratar por dentro.
. Ingira dois litros de água diariamente e inclua sucos naturais para ajudar a expulsar corretamente as toxinas do corpo.

  1. Utilize protetor solar

. Defender a pele da agressividade do sol é um ponto muito importante. Os raios UV incidem diretamente no envelhecimento prematuro.
. Evite ao máximo se expor durante o período de maior intensidade solar.
.Aplique o protetor solar diariamente, mesmo que esteja nublado. Esta recomendação recai principalmente para o cuidado do rosto.
. Logo, recomenda-se consumir cenoura e brócolis com frequência. Estes alimentos contêm nutrientes e vitaminas A, C e E, que reforçam a proteção da pele ante a exposição aos raios UV.

  1. Limpeza profunda e esfoliação

. Uma das propriedades mais importantes da pele é seu poder de se regenerar diariamente. Esfoliar o corpo duas vezes por semana fará a pele parecer mais suave e radiante.
. Nas lojas você pode conseguir produtos especiais para remover as células mortas. No entanto, também podemos preparar um esfoliante caseiro.

Açúcar como esfoliante
Ingredientes
1/2 xícara de açúcar (100 g)
1/2 xícara de água (125 ml)

Modo de preparo
Coloque em um recipiente o açúcar.
Adicione a água aos poucos e mexa a mistura até obter uma massa homogênea.
A textura ideal desta massa é aquela onde se possa sentir os grãos de açúcar.
Aplique a mistura durante o banho no rosto e no corpo.

>Logo, é de vital importância retirar toda a maquiagem antes de ir dormir. Se, além disso, evitar o uso da maquiagem um ou dois dias por semana, permitirá que os poros do rosto se oxigenem e respirem.

>Inclusive, se você não usar maquiagem, é recomendado lavar muito bem o rosto no final do dia, para eliminar todo o pó e sujeira vinda do ambiente.

  1. Descanse o suficiente

. Os agentes antioxidantes que trabalham em nosso organismo alcançam seu máximo rendimento durante o sono.
. As substâncias prejudiciais que foram acumuladas nos órgãos do corpo durante o dia devem ser eliminadas para que o corpo funcione corretamente.
. Se não dormirmos o suficiente, nosso corpo não poderá eliminar as toxinas de forma eficaz. Isso fará com que a pele pareça sombria e apareçam rugas prematuramente.
. Se você sofrer com insônia, ingerir infusões naturais que ajudem a relaxar profundamente.
. É bom, além disso, consumir chocolate meio amargo, já que contêm antioxidantes que protegem a pele e ajudam a conciliar o sono.
. Também pode incluir em sua rotina um pequeno cochilo durante o dia. Desta forma, compensará a falta de sono que não conseguir durante a noite.
. Não fumar, eliminar a ingestão de álcool e cuidar dos hábitos alimentares são comportamentos primordiais para manter o corpo saudável.

Coma muitas frutas e verduras que tragam vitaminas e antioxidantes para o organismo, o que significará benefícios para a pele, tornando-a mais radiante e bonita.

Fonte:https://melhorcomsaude.com/4-dicas-simples-para-manter-a-pele-hidratada/
https://www.superdicasdebeleza.com.br/4-passos-hidratar-rosto-e-deixar-a-pele-linda/

22 nov

CÚRCUMA: 8 RAZÕES PARA VOCÊ USAR E AMAR ESSE TEMPERO

22-11-saude-curcuma

Combate a depressão, é antioxidante e emagrece. Ainda não te convencemos? Veja mais motivos para usar essa maravilha.

A cúrcuma, também conhecida como açafrão-da-terra, é uma raiz da família do gengibre. Apesar de existir há muitos anos, esse tempero tem se popularizado cada dia mais, principalmente por ter começado a fazer parte da alimentação de muitas famosas e por ser amplamente recomendado por nutricionistas. Mas por que esse tempero é tão bom? A nutróloga e médica ortomolecular Tamara Mazaracki explica abaixo:

  1. Poderoso anti-inflamatório
    O açafrão tem um agente farmacológico chamado curcumina. Estudos, inclusive, comparam os efeitos dessa substância aos da hidrocortisona, do diclofenaco e da fenilbutazona (medicamentos anti-inflamatórios). Tudo isso, claro, com o benefício de ser natural, sem efeitos colaterais, pois a curcumina não produz nenhuma toxicidade.
  2. Ação antioxidante potente
    Estudos clínicos já comprovaram que a curcumina exerce um efeito antioxidante muito poderoso. Assim ela é capaz de neutralizar os radicais livres, substâncias químicas que causam danos às células.
  3. Aliada contra a artrite
    Com uma forte ação antioxidante, a cúrcuma consegue até aliviar a artrite, uma vez que nessa doença os radicais livres acabam degenerando e inflamando das articulações. A combinação do efeito antioxidante e anti-inflamatório do açafrão reduz os sintomas da artrite, como a rigidez matinal, o edema (inchaço) e a dor.
  4. Deixa o cérebro afiado
    O açafrão é benéfico para o cérebro que precisa ser reparado após lesões, podendo ser usado ainda contra doenças neurodegenerativas. Uma pesquisa da Michigan State University descobriu que a cúrcuma é capaz de impedir a formação de compostos destrutivos (proteínas alfa-sinucleína) presentes no cérebro em doenças neurodegenerativas, como Parkinson e Alzheimer.
  5. O coração fica mais forte
    Você sabia que a curcumina pode evitar a oxidação do colesterol no organismo? O colesterol oxidado é o que danifica os vasos sanguíneos e se acumula em placas endurecidas que, por sua vez, podem levar a um ataque cardíaco ou derrame. Esta ação da cúrcuma consegue reduzir a progressão da aterosclerose e até de outras doenças cardiovasculares.
  6. Manda embora a depressão
    Um estudo publicado na revista Phytotherapy Research confirmou em um ensaio clínico feito com 60 pacientes que a curcumina é eficaz no tratamento de estados graves de depressão comparada com a fluoxetina. A eficácia da curcumina foi semelhante ao do medicamento antidepressivo, no entanto, a curcumina não apresenta nenhum dos efeitos colaterais associados com a droga e ainda fornece benefícios adicionais à saúde. Outra pesquisa, inclusive, mostrou que esse tempero aumenta os níveis de neurotransmissores como serotonina e dopamina, responsáveis pela sensação de bem-estar.
  7. Xô espinhas e cravos
    Por causa de suas propriedades antissépticas e antibacterianas, a cúrcuma pode auxiliar no combate à acne. Ela controla espinhas, oleosidade e ainda deixa a pele com uma luminosidade natural. Para saber como usar, converse com seu médico sobre a melhor maneira de conseguir os benefícios.
  8. E ainda emagrece!
    Um estudo demonstrou que cúrcuma tem ação direta na inibição da lipogênese, ou seja, a produção de gordura pelo corpo. Esse tempero foi capaz de diminuir o percentual de gordura corporal no grupo que ingeriu o condimento. A dose usada no estudo foi de cinco gramas por dia, equivalente a uma colher de chá rasa. Outros estudos sinalizam que a ação anti-inflamatória da curcumina é um dos mecanismos que ajudam na perda de peso.

Como usar:
>
Você pode usar o Açafrão da Terra diariamente ovos mexidos, arroz, carnes e caldos, mas se quiser também combinam bem em maçãs assadas ou pães,  porém não exagere, pois em excesso pode causar náuseas e diarreias.
Dica: Sempre que usar essa especiaria lembre-se de lavar os utensílios e potes logo em seguida, pois ele costuma manchar não só esses equipamentos como também roupas e até as mãos.
>
Se você quiser adicionar em algum caldo o ideal é diluir o Açafrão da Terra em água fria e só então ser adicionado, pois assim não corre o risco de empelotar e não se incorporar.
>
Agora se pretende usar em um prato com arroz ou algo refogado aconselho a adicionar junto com o óleo / azeite / manteiga, assim além de diluir o contato com o calor vai liberar os sabores e aromas dessa especiais, porém tome cuidado para não queimar pois isso pode tornar o Açafrão amargo.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/alimentacao/listas/31983-curcuma-8-razoes-para-voce-usar-e-amar-esse-tempero
http://receitasdeminuto.com/como-usar-acafrao-da-terra-curcuma/

17 nov

CONHEÇA 8 FATORES QUE AGRAVAM AS OLHEIRAS

16-11-beleza-olheiras

Até mesmo o uso errado da maquiagem pode aumentar os círculos escuros abaixo dos seus olhos

Olheiras são um problema comum entre mulheres e homens e que costuma incomodar bastante. Mas antes de lançar mão de toda a gama de corretivos que existem hoje em dia, saiba que entender o que está causando suas olheiras é fundamental para combatê-las e até mesmo evitá-las!

Na maior parte das vezes as olheiras estão ligadas à genética. “Normalmente o paciente tem uma tendência a ter olheira e por conta disso, vai depositando pigmento na região abaixo dos olhos no decorrer da vida, ou apresentando problemas na região”, explica o dermatologista Abdo Salomão, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Dada essa pré-disposição, são diversos os fatores que podem causar as olheiras, mas de um modo geral, ela pode ser classificada em dois tipos: uma delas é vascular, quando os vasos sanguíneos ficam visíveis, que normalmente tem a coloração azulada. Já a outra é a pigmentar, quando há acúmulo de melanina na região, e por isso terá a cor marrom”, ensina a dermatologista Tatiana Steiner, especialista pela SBD. Mas é muito comum que as pessoas apresentem esses dois tipos de olheiras misturadas.

Além disso, normalmente a predisposição a ter olheiras é aumentada por alguns fatores e hábitos. Entenda melhor quais são eles e como eles influenciam no problema:

  1. Cansaço e choro
    Os momentos em que as olheiras mais dão as caras é depois de uma sessão de choro ou uma noite mal dormida. Em ambos os casos, o escurecimento da região aparece devido a um problema circulatório. “As pálpebras são áreas terminais da face, e por isso ficam com muita vascularização, deixando a pele mais azulada”, sinaliza a dermatologista Mônica Aribi, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD).
    Nesses casos, em que a má circulação é temporária, é possível amenizar as olheiras com alguns cuidados em casa: “É indicado o uso de compressas calmantes com água termal ou chá de camomila. Sempre gelado para ter um efeito anti-inflamatório devido a vasoconstrição”, explica a dermatologista Tatiana Steiner, especialista pela SBD.
  2. Maus hábitos
    Hábitos de vida também podem influenciar no aparecimento de olheiras: tabagismo, privação de sono e estresse podem desencadear essas marcas por influenciarem diretamente na circulação do corpo todo, inclusive das pálpebras, dilatando os vasos e fazendo com que mais sangue apareça nessa região.
    Nesses casos mais graves, além de usar as compressas três vezes ao dia, tratamentos estéticos podem ser indicados, como cremes anti-inflamatórios com ativos como camomila, arnica, calêndula, alantoína, própolis, bardana e vitamina K1. “A drenagem linfática facial é ótima nesses casos e existem também alguns lasers para o tratamento”, enumera a dermatologista Mônica.
  3. Pele fina
    Quem tem a pele fininha costuma apresentar olheiras mais ressaltadas. “Esse tipo de pele permite maior visualização dos vasinhos externos das pálpebras. Pessoas mais claras e com excesso de vasos periféricos costumam apresentar este tipo de olheira”, indica Tatiana Steiner. Em geral, uma boa forma de reconhecer isso é através da observação: pessoas com pele mais fina tendem a ficar vermelhas com mais facilidade, por exemplo.
    Nesses casos, alguns tipos de tratamento podem ser feitos. Nos casos de pele fina sem flacidez, o ultrassom estético focado pode firmar a área dos olhos, podendo ser feito uma vez ao ano. “Laser infravermelhos ajudam a aumentar a espessura da pele, e podem ser feitos três vezes ao ano”, ensina a dermatologista Mônica.
  4. Flacidez
    Além disso, é normal que pessoas mais velhas apresentem uma pele mais fina, isso acontece devido às alterações hormonais que ocorrem com a idade, em maior ou menor intensidade. Em geral essa característica também está ligada à flacidez da pele: “o globo ocular sofre um deslocamento dentro da órbita e a gordura infraorbital é deslocada anteriormente, formando uma depressão e sombreado abaixo dele”, descreve Tatiana.
    Para quem tem esse problema é possível lançar mão de cremes com diversos tipos de ativos, como:
    – Antioxidantes, como as vitaminas A, C e E;
    – Agentes de renovação, tais quais o retinol, alfahidroxiacidos, ácido glicólico;
    – Agentes tensores, como os ativos raffermine, tensine;
    – Fotoproteção solar, que impede a degradação do colágeno na região.
    Tratamentos como a radiofrequência também ajudam. Nela, o calor emitido pelo aparelho estimula a formação de colágeno, o que enrijece a pele. O preenchimento com ácido hilaurônico também ajuda: “com essa técnica é possível afastar a pele dos vasos sanguíneos, diminuindo o aspecto escuro”, finaliza a especialista.
    Por fim, se a flacidez já estiver muito acentuada, a blefaroplastia, cirurgia plástica das pálpebras, ajuda a colocar a pele da região no lugar, melhorando seu aspecto.
  5. Esfregar os olhos
    O hábito de esfregar os olhos constantemente aumenta as olheiras e isso ocorre devido a dois mecanismos: primeiro por que o ato irrita a pele da região. “A melanina atua como uma proteção, se acumulando na região afetada”, explica Mônica. Portanto, pessoas que têm tendência genética a acumular melanina na região devem evitar esfregar os olhos com frequência. Nesses casos, o uso de hidratantes e massagens locais ajudam.
    Além disso, o hábito de esfregar os olhos com força pode prejudicar a circulação. “O hábito pode acabar congestionando os vasos periféricos, levando à vermelhidão, escurecimento da área, inchaço e até a trauma, dependendo da intensidade”, alerta Tatiana Steiner. Nesses casos, o ideal é usar cremes com ativos para descongestionar e reduzir o edema (como camomila, arnica, calêndula, alantoína, bardana e vitamina K1) e outros que clareiam a região (tais quais a hidroquinona e vitamina C), conforme explica a especialista.
  6. Exposição solar inadequada
    Pessoas que tem tendência a acumular melanina na região dos olhos podem ter a olheira piorada pela exposição solar sem proteção. “A exposição solar excessiva proporciona o aumento da pigmentação e a diminuição da espessura da pele”, descreve Tatiana. Ou seja, as olheiras aumentam e ficam muito mais visíveis. Além disso, o hábito também ocasiona olheiras vasculares, pois causa a dilatação dos vasos sanguíneos da região.
    Nesses casos, o primeiro passo é sempre usar protetor solar no rosto, hábito que não só previne olheiras, como também evita outros problemas de pele, como o envelhecimento e o câncer de pele. Além disso, o uso de cremes com ativos específicos para a região, tanto calmantes quanto clareadores, ajuda bastante a melhorar o aspecto da região. Entre os clareadores, a vitamina C e o ácido azelaico são boas opções.
  7. Maquiagem
    Não tirar a maquiagem da região dos olhos adequadamente é outro fator que pode aumentar as olheiras. Isso acontece por causa da pigmentação, pois a coloração escura fica na região. “Ocorre também uma desidratação na região, pois a pele fica ‘fechada’ e não permite uma circulação do oxigênio que nutre a pele”, adiciona Mônica Aribi. Por sorte, esse tipo de olheira é temporária, basta limpar melhor a pele da região para que ela se reverta.
  8. Olhos fundos
    A anatomia do rosto também pode favorecer olheiras, ou no caso criar uma ilusão de uma pele mais escura abaixo dos olhos. “A área abaixo dos olhos é mais côncava, portanto quem tem olhos mais profundos apresenta uma sombra na região”, considera a dermatologista Tatiana.
    Nesses casos pode parecer que não há solução, mas tem como resolver sim. Um bom truque é usar um corretivo mais claro na região, que vai contrabalancear a sombra da região. A técnica, no entanto, pode evidenciar que a região está mais clara em locais bem iluminados ou ao tirar uma foto com flash, por exemplo.
    Uma solução mais eficiente para o problema é a aplicação de ácido hialurônico no local. Ele reduz a profundidade dos olhos, reduzindo a sombra causada. Mas o ideal é que ele seja feito por um dermatologista experiente, para que o resultado fique natural. Além disso, é importante ressaltar que o ácido hialurônico é reabsorvido pela pele com o tempo, portanto, pode ser necessário fazer a aplicação novamente.

 

Fonte: http://www.minhavida.com.br/beleza/galerias/20190-conheca-8-fatores-que-agravam-as-olheiras

08 nov

6 COISAS QUE DEVEM SER MANTIDAS EM SEGREDO

8-11-fica-a-dica-bico-fechado

Em tempos de tanta exposição onde tudo vai parar nas redes sociais, o bom senso parece ter sido extinto. O estudioso das culturas orientais Vyacheslav Ruzov, em um de seus artigos se referiu à experiência dos sábios da Índia. Ele reflete o quanto estamos nos expondo sem a menor necessidade. Abaixo segue uma lista de seis pontos que devem ser algo só seu.

1.O primeiro que não é necessário divulgar são seus planos para o futuro. Evite falar sobre eles até que se realizem. Nenhum de nossos projetos é perfeito, na verdade eles possuem vários pontos fracos por meio dos quais podem ser facilmente destruídos.

2.Em segundo lugar, você não deve compartilhar o mistério da sua solidariedade. Um ato bondoso é algo extraordinário neste mundo, e justamente por isso você deve guardá-lo como seu tesouro mais valioso. Não se vanglorie por suas boas ações. Esse tipo de atitude pode levar rapidamente à arrogância, e esta não é a melhor característica que você pode ter. Concorda?

3.Em terceiro lugar, não é preciso demonstrar a todo mundo sua austeridade. Não comente por aí sobre suas restrições alimentares, dificuldades no sono, nas relações sexuais, etc. A austeridade física traz benefícios apenas se está em harmonia com seu lado emocional.

4.Em quarto lugar, não é necessário falar sobre sua coragem e heroísmo. Todos nós enfrentamos diferentes testes a cada dia. Alguns encaram testes externos, enquanto outros, testes internos. As provas externas são visíveis, e por isso as pessoas são recompensadas, mas ninguém se dá conta da superação das provas internas. Por isso ninguém recebe recompensas por elas.

5.Em quinto lugar, e em especial, o que você não deve compartilhar com outras pessoas são seus conflitos domésticos e vida familiar. Lembre-se: quanto menos você falar dos problemas da sua família, mais forte e estável ela será. As discussões servem para que você se desfaça da energia negativa que acumulou no processo do diálogo. Quanto mais você falar de seus problemas, mais acreditará neles.

6.Em sétimo lugar, não vale a pena falar das palavras ruins que você ouviu de alguém durante sua jornada. A pessoa que, ao chegar em casa, conta tudo o que ouviu nas ruas não é diferente de quem chega em casa e não tira os sapatos, trazendo com eles a sujeira das ruas.

Fonte:http://deboraoliveirapsicologa.blogspot.com.br/2016/05/6-coisas-que-devem-ser-mantidas-em.html

01 nov

BENEFÍCIOS DO ALHO

1-11-saude-alho

O alho é um antibiótico natural extremamente eficaz à nossa saúde. Ele é um antimicrobiano com efeitos benéficos ao coração e circulação, além de possuir propriedades antissépticas, diuréticas e de combate à febre.

Ele ajuda, por exemplo, a evitar resfriados e na evolução da arteriosclerose. Por isso, é indicado nas afecções catarrais agudas e crônicas, como as bronquites que dificultam a respiração, tuberculose e pneumonia. Se o alho for preparado sob a forma de essência, também ajuda a aliviar os estados asmáticos e funciona como depurativo do sangue. As aplicações de preparados à base de alho estimulam o crescimento dos cabelos.

Propriedades do Alho

O alho possui um valor nutricional riquíssimo; é composto de vitaminas (A, B1, B2, B6, C, E), aminoácidos, adenosina, sais minerais (ferro, selênio, enxofre, silício, iodo e cromo), enzimas e compostos biologicamente ativos como a alicina.

A alicina é um potente antibiótico, muito eficaz na eliminação de micróbios e bactérias que causam doenças respiratórias e digestivas. Além do mais, se trata de um antibiótico seletivo: por ser natural, elimina as bactérias nocivas sem causar dano àquelas que são boas para nosso organismo.

Ele tem substâncias com potencial antimicrobiano, antiviral e anticoagulante. Possui ação diurética, expectorante, antifúngico, antiespasmódico, vasodilatador,  imunoestimulante e bronco dilatador.

Alho na Prevenção de Doenças

O alho é um elemento muito efetivo na prevenção de muitas doenças e males cardiovasculares. Assim, por exemplo, o alho ajuda a reduzir a pressão arterial, graças à estimulação da produção de ácido sulfídrico — o qual relaxa os vasos sanguíneos e melhora o fluxo de sangue no organismo. Além do mais, ajuda a prevenir e reduzir o enrijecimento das artérias, algo que se ocorrer pode dificultar a circulação sanguínea.

O alho é igualmente excelente para a digestão. Ainda que em algumas pessoas possa gerar gases e não se recomende para quem tem acidez ou problemas gástricos avançados, o consumo de alho em geral beneficia o sistema digestivo uma vez que ajuda a processar melhor os alimentos ingeridos.

Assim, o alho colabora na eliminação de resíduos do organismo, ajuda a prevenir inflamações estomacais e intestinais e inclusive pode eliminar bactérias que causam danos no intestino sem afetar aquelas que ajudam no processo de digestão.

Como mencionado no princípio, o alho é também um excelente diurético, facilita a eliminação de líquidos e toxinas. Para alcançar esse efeito no organismo, basta seguir um protocolo bem simples: misture quatro dentes de alho moídos em um litro de água e consuma diariamente dois copos dessa mistura, durante duas semanas. Para voltar a consumir a mesma bebida deve-se esperar pelo menos uma semana.

Finalmente, muitos estudos sugerem que há uma relação entre o consumo regular de alho e a redução do risco de adquirir diferentes tipos de câncer, devido a suas propriedades antibacterianas e o bloqueio da formação de substâncias cancerígenas. O alho parece ter resultados especialmente bons na prevenção de distintos tipos de câncer que afetam o trato gastrointestinal. A explicação poderia estar em seu teor de enxofre, que demonstra efeitos positivos na luta contra esse tipo de problema.

Como Consumir o Alho?

Para preservar o que o alho tem de melhor, ele não deve ser aquecido. Se possível, opte por ele cru, amassado no pão, triturado no molho ou na maionese. Quando ele é cozido, frito, refogado, ele perde um pouco das propriedades, mas continua sendo benéfico. Além do mais, o alho frito é uma delícia!

Outra forma de ingerir o alho cru e aproveitar seus benefícios é preparar uma água de alho: esmague um dente de alho e coloque 200 ml de água. Deixar descansar por algumas horas, e tome uns golinhos da água durante o dia.

O alho pode ser usado para reforçar o sistema imunológico, mas o ideal é ter a orientação de um especialista. O excesso também é contraindicado para quem já toma anticoagulantes e para quem tem problemas gastrointestinais com alho. As gestantes não devem comer em excesso, assim como pessoas que passarão por cirurgias.

É sempre importante saber das propriedades e benefícios que os alimentos trazem para a nossa saúde.  Mas atenção, mesmo o alho tendo todos esses benefícios e propriedades medicinais, se você sentir qualquer sintoma estranho, é importante procurar um nutricionista pois você pode ter algum tipo de intolerância. Nada de se “automedicar com alho” e esperar milagres!

E você, costuma consumir alho sempre?

Fonte: https://belezaesaude.com/alho/

26 out

12 ALIMENTOS PARA MENOPAUSA QUE AJUDAM NA PRODUÇÃO DE HORMÔNIOS FEMININOS NATURAIS

25-10-saude-menopausa

Nutrientes e dieta para menopausa:

Estudos apontam que grande parte das mulheres chega ao climatério já em um quadro de sobrepeso, obesidade ou deficiência nutricional. Geralmente, devido aos maus hábitos alimentares, há a carência de micronutrientes e de sais minerais, além da hidratação insuficiente.

Acontece que a ingestão de alimentos ricos em fitonutrientes, cálcio, ácido fólico, magnésio, zinco, carboidratos de baixo índice glicêmico e proteínas ajuda a amenizar os sintomas inconvenientes gerados pela queda do estrógeno e da progesterona.

Esses minerais também atuam de forma relevante na manutenção da matriz óssea que fica fragilizada após a menopausa: cerca de 50% do magnésio, mineral que pode ser encontrado na soja, em figos, ostras, amêndoas, no espinafre e no grão-de-bico, concentra-se no tecido ósseo. Já o zinco está presente na aveia, no farelo de trigo e em verduras verde-escuras e tem função enzimática importante em células que renovam a matriz óssea e que produzem colágeno.

Recomenda-se, ainda, evitar alimentos muito gordurosos, picantes e condimentados, assim como refeições muito volumosas, porque elas promovem a liberação de uma grande quantidade de calor durante a digestão, o que pode agravar os fogachos.

Alimentos integrais, pelo contrário, são grandes aliados na medida em que reduzem os picos de glicemia e, consequentemente, a sensação de fadiga. Algumas algas, como a spirulina, também têm se popularizado entre as mulheres, pois são ricas em ferro e clorofila, nutrientes que ajudam a otimizar o metabolismo. Elementos como o selênio, presente na castanha do Pará, por exemplo, é um dos alimentos para menopausa que tem função antioxidante e ajuda a manter a saúde da atividade cerebral que tende a decair após os 50 anos.

Dormir melhor durante a menopausa
Se você está tendo problemas para dormir, reveja a ingestão de alimentos estimulantes, como café, chocolate e chás com cafeína, durante a noite. Antes de se deitar, aposte nos chás de maracujá ou mulungu, que são relaxantes. Mas, se o problema é a falta de libido e de lubrificação, ovos, oleaginosas, cacau, melancia e outras frutas vermelhas podem te ajudar.

Vitaminas para menopausa
É muito comum que as mulheres façam uso de suplementos vitamínicos para manter a saúde em dia após a menopausa. Isso somados a certos alimentos para menopausa podem ajudar e muito na renovação da boa qualidade de vida na meia-idade.

Vale lembrar que, apesar da necessidade de ingestão diária em gramas ser extremamente pequena, as vitaminas desempenham papel fundamental nos processos fisiológicos do corpo.

Vitamina C
É interessante investir no consumo de frutas, sobretudo as cítricas, porque a vitamina C é precursora na síntese dos hormônios ovarianos, além de auxiliar na contenção de sangramentos fortes que podem ocorrer quando a menopausa se aproxima. Já os flavonoides, encontrados em hortaliças, cereais, chás, café, cacau e no vinho – que delícia! –, atuam como eliminadores de radicais livres e podem também amenizar as ondas de calor e as mudanças de humor.

Vitamina E
Encontrada nas oleaginosas – nozes, castanhas, amêndoas e sementes de gergelim — essa vitamina ajuda a diminuir as ondas de calor, contribui para a lubrificação da genitália e deixa cabelo, pele e unhas mais bonitos.

Vitamina D
O cálcio é sempre o centro das atenções em uma dieta voltada para a menopausa. Esse nutriente, no entanto, só é bem absorvido se a mulher estiver com os estoques de vitamina D e de magnésio em dia. Portanto, ela também é parte fundamental na redução do risco de osteoporose. Além de obtê-la via nutrição, comendo ovos, sardinhas e salmão, por exemplo, você pode incrementar seu saldo de vitamina tomando 15 minutos de sol todos os dias.

Alimentos para menopausa com estrogênio

Existem alimentos ricos em fitoestrógenos, isto é, estimulantes endócrinos de origem natural, entre os quais se destacam as isoflavonas e as lignanas. As primeiras são encontradas em legumes, especialmente na soja, que é o grão mais famoso quando o assunto é menopausa, porque possuem alta atividade estrogênica, imitando esse hormônio no organismo. Por isso, é uma grande aliada no combate aos sinais da menopausa, quando há a queda na produção de estrogênio e progesterona.

Algumas isoflavonas também têm apresentado influência no crescimento e na proliferação celular, o que pode estar ligado à redução da incidência de células cancerígenas, além de ter perfil antioxidante e anti-inflamatório. Dessa forma, essas “cópias de estrógeno” interferem no metabolismo das lipoproteínas, reduzindo o colesterol ruim, LDL, e aumentando o colesterol bom, HDL.

Já as lignanas são metabólitos secundários dos vegetais e podem ser encontradas em cereais, sementes, legumes e em frutas. Elas atuam no metabolismo dos hormônios sexuais e possivelmente possuem ação como fator de proteção ao câncer.

Mas, cuidado com a dose: em excesso, esses bioativos podem alterar profundamente o funcionamento do sistema endócrino, causando efeitos indesejáveis como interrupção da lactação, no caso de gestantes, comprometimento da fertilidade e aumento da duração do ciclo menstrual.

O que é bom para menopausa? Conheça 12 alimentos para este período!

Linhaça
A linhaça é rica em fibras, auxilia no controle de peso e proporciona saciedade. Ela faz parte de um grupo de alimentos denominado fitosteróis, isso significa que ela imita a ação do estrógeno (hormônio sexual feminino). O estrógeno é muito importante para o aumento da libido, sendo assim um dos alimentos para menopausa mais completo, que também atua na preparação do útero no caso de uma possível gravidez.

Ademais de ajudar a conter o desconforto do climatério, estudos têm mostrado que a semente também é rica em ácidos graxos, ômega 3, sais minerais e vitamina A. Por ser extremamente rica no composto que tem ação similar ao estrógeno, ela é capaz de neutralizar a ação do estrógeno sobre o tecido mamário e, assim, ajudar na prevenção do câncer de mama. Estima-se que a regra também seja válida para outros tipos de tumores, como o de cólon e o de próstata.

Oleaginosas
Castanhas, avelãs e amêndoas são ricas em selênio, que por sua vez auxiliam na produção de testosterona, importante hormônio caracterizador masculino. As oleaginosas ainda são ricas em gorduras boas, importantes para a saúde do coração. O mais importante é que elas possuem uma substância chamada beta-sitosterol que auxilia na redução do cortisol, o hormônio do estresse, responsável pela resistência ao emagrecimento e pela compulsão alimentar.

Inhame
O inhame possui efeitos semelhantes ao da progesterona, hormônio que favorece a densidade óssea. Dessa forma, para pessoas que sofrem de osteoporose ou que possuem deficiência de cálcio, é importante inclui-lo no cardápio. O tubérculo também diminui a retenção de líquidos, um dos maiores responsáveis pelo desconforto em homens e mulheres.

Se você procura uma terapia alternativa à reposição hormonal, boas notícias: farmacêuticos brasileiros comprovaram cientificamente aquilo que chineses, tailandeses e taiwaneses já praticam há séculos no tratamento de disfunções da menstruação. O inhame é fonte de diosgenina, outra substância que tem a estrutura similar a dos estrógenos humanos e que é matéria-prima na fabricação dos contraceptivos orais. Embora nosso corpo não seja capaz de transformar esse ativo no hormônio propriamente dito, as experiências mostram que a ingestão do tubérculo contribuiu para a melhoria dos sintomas da pós-menopausa.

Chocolate
Chocolates que possuem maior quantidade de cacau em sua composição (pelo menos 70%) auxiliam o organismo na produção de triptofano. O triptofano tem importante participação na formação de serotonina, que por sua vez provoca prazer e bem-estar. É muito indicado ingerir um pedaço desse alimento, principalmente, para mulheres que estão sob os efeitos da TPM ou então para pessoas com uma pesada rotina de trabalho.

Tomate
O fruto é rico em licopeno. Este elemento é um importante constituinte antioxidante, fundamental na proteção das células do corpo humano, evitando o envelhecimento precoce e, responsável por manter a secreção de hormônios em níveis normais e seguros. Além disso, o licopeno, presente no tomate, é importante para a manutenção do sistema imunológico.
No meio científico, há muito tempo, se sabia da utilidade do tomate na prevenção do câncer de próstata. Atualmente, comprovou-se que a fruta ajuda também na proteção contra o câncer de mama após a menopausa, já que, nesse período, devido ao aumento do índice de massa corporal, há maior propensão ao desenvolvimento de tumores. O mesmo estudo demonstrou, ainda, que o tomate tem efeito positivo sobre os hormônios que regulam o metabolismo da gordura e do açúcar.

Cereais integrais
Alimentos integrais, como aveia, pães e germens de trigo são ricos em vitamina E. Este tipo de vitamina participa diretamente da produção de hormônios sexuais, além de estar diretamente ligada ao apetite sexual de homens e mulheres.

Além disso, alimentos integrais proporcionam maior sensação de saciedade quando comparados àqueles feitos de farinhas refinadas. Isso porque as fibras desses cereais estimulam a produção dos hormônios que provocam essa saturação e, assim, fica mais fácil controlar o ganho excessivo de peso. E não é só isso: eles também ajudam a regular a quantidade de açúcar no sangue que fica bastante alta após uma refeição, atuando de forma similar à insulina e prevenindo a diabetes.

Soja
A soja pode ser encontrada em diversos grãos e também no tofu. Além de conter altas doses de isoflavona, que ajuda na regulação de hormônios como estrógeno, ela é um importante redutor das altas ondas de calor que acomete grande parte das mulheres que estão na menopausa.

Diferente do que muita gente pensa, os alimentos não são apenas suporte para a manutenção de peso. Eles também são grandes auxiliadores hormonais. Ter uma dieta equilibrada e cheia de alimentos para menopausa é mais do que fundamental para que o organismo se mantenha em pleno funcionamento, principalmente nessa etapa da vida.

As isoflavonas contidas nesse grão, como dissemos, são semelhantes ao estrógeno natural do corpo feminino e tem ação seletiva nos receptores desse hormônio no cérebro, no tecido ósseo e no sistema cardiovascular. Isso é importante porque mostra que, por não terem ação significativa sobre os receptores das mamas e do útero, esses compostos não oferecem grandes riscos de que se desenvolvam tumores nessas regiões. Pelo contrário, essas isoflavonas controlam os sintomas do climatério, reduzindo as ondas de calor e a sudorese. Os ossos também saem beneficiados, já que essa substância reduz a perda óssea apenas na menopausa.

Óleo de prímula
A prímula é uma planta cujo óleo é importante para a produção de estrógeno, no combate às ondas de calor na menopausa, além de possuir propriedades analgésicas. O composto responsável por esses efeitos é a prostaglandina E1, que é benéfico para a saúde da pele e que ajuda a reduzir inflamações, a prevenir a trombose e a melhorar os níveis de colesterol.

Óleo de groselha
Apesar de não ser muito divulgado como um dos alimentos para menopausa, o óleo de groselha é rico em propriedades antioxidantes e, assim como o de prímula, possui ácido linolênico, uma gordura boa da família do ômega 6 que ajuda no controle dos sintomas da tensão pré-menstrual e da menopausa.

Café
Um estudo concluído recentemente demonstrou que mulheres que bebem duas xícaras ou mais de café por dia podem sofrer alterações nos níveis de estrogênio. A pesquisa concluiu, ainda, que esse aumento é mais significativo quando a ingestão da cafeína se dá por meio de chás e refrigerantes do que pelo café em si. O consumo dessa substância também está diretamente associado ao bom humor, podendo reduzir as chances de depressão e de propensão ao suicídio.

Salmão
O peixe é rico em vitaminas D, B12, A, B3, B5, ferro e ômega 3, que contribuem para o bem-estar, para o bom humor e para a longevidade das mulheres em idade avançada. Isso porque o salmão eleva os níveis de triptofano no sangue, um aminoácido precursor da formação da serotonina, o hormônio do prazer. Nesse sentido, é importante garantir uma dieta que possua um bom aporte de carboidratos – de preferência dos que proporcionam liberação lenta do açúcar no sangue -, pois, na ausência desses nutrientes, o triptofano será usado como fonte de energia e não na formação de hormônios.

A produção hormonal realmente fica comprometida durante a menopausa. O meio considerado mais fácil para regular os hormônios são os fármacos, no entanto, alguns alimentos para menopausa podem nos auxiliar de forma natural e sem contraindicações.  Além disso, seus custos são bem mais acessíveis!

Você já sentiu efeitos positivos desses alimentos para menopausa? Comente aqui e conte-nos sobre a sua experiência!

Fonte:https://saudavelefeliz.com/alimentos-para-menopausa-que-ajudam-na-producao-de-hormonios-femininos-naturais/

18 out

COMO LIMPAR FERRO DE PASSAR ROUPA

18-10-fica-a-dica-ferro

Você sabia que é necessário fazer a limpeza do ferro de passar roupas para que ele não estrague ou manche as suas peças ao ser utilizado? Não há muitos segredos para a realização deste serviço, por isso confira agora como fazer esse procedimento.

Aprenda como limpar o ferro de passar roupas:

A primeira coisa a fazer é ler o manual de instruções do ferro de passar roupa. Lá você encontra todas especificações sobre o produto, como utilizá-lo corretamente e como fazer a sua manutenção. Caso não tenha o manual, veja abaixo como proceder.

Limpando dentro do ferro

A água que colocamos nos ferros a vapor contém vários minerais que com o tempo vão se acumulando no reservatório de água e nas saídas de vapor, portanto limpá-las é fundamental.

Coloque uma mistura de 50% água e 50% de vinagre branco no reservatório e ligue o vaporizador. Assim que tudo sair, repita a operação utilizando apenas água pura.

Limpando a base do ferro

Se a placa do seu ferro de passar não for revestida com teflon você pode usar bicarbonato de sódio misturado com um pouquinho de água para limpar a base do ferro. Esfregue suavemente com uma bucha macia e enxague utilizando um pano úmido.

Para bases revestidas com teflon, utilize pano úmido, detergente neutro e água morna. Enxague com um pano umedecido somente em água. Se os orifícios de saída de vapor estiverem entupidos utilize um cotonete para limpá-los. Lembre-se que o ferro deve estar desligado e frio para fazer a limpeza da base.

Dica:

Caso tenha grudado plástico na base do seu ferro, não tente raspá-lo, faça o seguinte: coloque um pedaço de papel alumínio sobre a tábua e polvilhe com sal. Passe o ferro quente sobre o sal e a folha vai ajudar a soltar o plástico.

 

Fonte: https://www.vix.com/pt/bdm/lar/342/como-limpar-ferro-de-passar-roupa

11 out

16 MANEIRAS FÁCEIS DE CRIAR VÍNCULO COM AS CRIANÇAS

10-10-viculos-afetivos

Se você está procurando formas de deixar os celulares formas de deixar os celulares de lado e interagir com a família, aqui vão algumas dicas.

O tempo longe dos aparatos da tecnologia está cada vez mais precioso. Quando sua família passa por uma situação difícil, alguém perde o emprego, a vó fica doente, o filho está indo mal na escola, ter um relacionamento forte com a família é ter segurança quando chega em casa. Essas memórias que você cria vão sustentar, empoderar e encorajar o seu filho.

Vivemos muito ocupados hoje em dia e, às vezes, a gente acredita que o vínculo entre os familiares acontece naturalmente, mas a verdade é que isso exige um certo esforço. Você certamente já faz várias coisas para mostrar o seu amor como carinho e ler um livro antes de dormir. Mas, caso você precise de dicas, aqui vão:

  1. Toque no seu bebê em todas as chances que tiver. Assim você consegue mostrar para ele que sempre está por perto para o que precisar.
  2. Como um espelho. Seu bebê aprendeu um novo truque como dobrar a língua, fazer raspadinha ou dizer algo? Imite ele. Eles ficam animados com isso e é como se vocês fossem um só time.
  3. Dê comida um para o outro. Quando seu filho conseguir segurar uma colher, deixe ele tentar te dar na boca, se ele errar, finja surpresa e sorria!
  4. Deixa ele te fazer um novo penteado. Não importa como fique, mostre que você se sentiu chique, tire uma foto e poste (se tiver coragem). Só se lembre de ficar longe das tesouras!
  5. Faça uma massagem. No rosto, nos pés, nas costas. Mesmo que seja por cinco minutos antes de dormir. Ele se sentirá calmo e seguro.
  6. Olhe as estrelas. Aponte às constelações que você sabe, é livre, pode inventar! “Aquela parece a Peppa Pig.”
  7. Brinquem na chuva. Se não tiver trovão nem relâmpago, desafie seu filho a correr lá fora, pular nas poças, pegar pingos de chuva com a boca e cantem muito.
  8. Desenhem juntos. Livros de colorir voltados para adultos reduzem bastante o estrese, algo que crianças fazem desde sempre.
  9. Se façam perguntas. Sobre o que seu filho gosta e não gosta e repita o que ele disse, para mostrar que você está ouvindo e que se importa com aquilo.
  10. Transforme a hora do banho em hora do spa. Quando ele crescer mais um pouquinho, acenda velas, coloque óleo de banho na banheira e relaxem.
  11. Brinque de 3 verdades 1 mentira. Pode ser na hora de jantar. Pergunte três verdades e uma mentira sobre o dia dele tentem adivinhar qual é qual. Acredite, muitas risadas virão.
  12. Façam uma viagem espontânea. Sem desculpas de trabalho, pegue seu filho na escola em uma sexta-feira e vá para a praia.
  13. Faça um concurso de talento. Quem ri primeiro? Quem canta melhor? Mimica de desenho também é engraçado e divertido.
  14. Cozinhem juntos. Talvez você passe mais tempo limpando a cozinha, mas isso também pode ser divertido se fizerem juntos.
  15. Vídeo de boa noite. Se você não chegar a tempo ou estiver viajando. Grave um vídeo de boa noite, vale até contar uma história!
  16. Conte sobre o dia que ele nasceu. Com descrições detalhadas, desde as primeiras dores ao trabalho de parto. Como chegaram no hospital, o nome do médico, a primeira coisa que as pessoas falaram depois que ele nasceu. Mostre algumas fotos e não esqueça de falar que foi o melhor dia da sua vida.

https://www.paisefilhos.com.br/familia/16-maneiras-faceis-de-criar-vinculo-com-as-criancas/