26 set

COMPARE: FARINHA E FARELO DE AVEIA

26-9-saude-aveia

Antes de qualquer coisa, veja os benefícios da aveia para a saúde:

1 – Ajuda a equilibrar o Índice Glicêmico (o açúcar no sangue)

2 – Favorece o emagrecimento saudável

3 – Desenvolve os músculos

4 – Protege a saúde do coração

5 – Fortalece o sistema imune (de defesa do organismo)

6 – Deixa a pele lisa e saudável

7 – Reduz os riscos de câncer no cólon

Flocos de aveia
A aveia em flocos acontece quando os grãos do cereal estão inteiramente prensados. Dessa forma, não há perda nutricional, pois mantém integralmente todos os seus principais componentes, apresentando, principalmente, uma incrível quantidade de fibras alimentares, além de proteínas, carboidratos, vitaminas e sais minerais. Nessa versão, entretanto, o alimento tem menos versatilidade culinária, mas, mesmo assim, pode fazer parte de diversas preparações.

Farelo de aveia:
À primeira vista, parece que o tamanho dos grãos é a única diferença entre os dois formatos da aveia. Mas repare, nos dados mais abaixo, que o farelo tem quase o dobro de fibras em relação à farinha.

“Isso porque ele é feito apenas da área externa do grão, ou seja, a casca, a parte mais rica nessas substâncias”, justifica Mariane Lani, engenheira de alimentos da empresa Monama.

Isso quer dizer que, em comparação com a aveia em flocos, o farelo de aveia possui uma maior quantidade de fibras solúveis. Essas fibras são responsáveis por diversos benefícios da aveia. Além de melhorar o funcionamento do intestino, essas substâncias absorvem água e formam uma espécie de gel em nosso organismo. Esse gel auxilia no processo de emagrecimento, além de ajudar no controle dos níveis de colesterol no sangue.

O farelo vai bem em receitas úmidas, como mingaus – aí, os grãos ficam macios.  Também pode ser aproveitado em pratos com frutas, em batidas variadas ou em iogurtes. “Ele também pode ser usado para apresentações mais rústicas de granolas e cookies caseiros”, diz.

Farinha de aveia:
Essa variação da aveia acontece a partir de uma moagem da parte interna do cereal. Nesse processo, há uma pequena perda de nutrientes, sobretudo as fibras alimentares presentes na casca, porém, em contrapartida, as outras composições se mantêm intactas, sendo também um ótimo aliado para a saúde. Na cozinha, esse tipo de produto é utilizado como substituta de farinhas brancas, na composição de bolos, tortas, panquecas e pães integrais. A vantagem de turbinar a dieta com fibras é que elas ajudam a baixar e controlar os níveis de açúcar no sangue. Sem falar que dão saciedade, evitando ataques de gula. E, embora o farelo seja mais vantajoso nesse sentido, qualquer forma de aveia é bem-vinda.

Energia

Farelo – 111 cal
Farinha – 118 cal

Carboidratos

Farelo – 20 g
Farinha – 16,8 g

Proteínas

Farelo – 4,8 g
Farinha – 4,2 g

Fibras

Farelo – 4,2 g
Farinha – 2,8 g

Gorduras totais

Farinha – 2,5 g
Farelo – 2,7 g

Magnésio

Farelo – 70 mg
Farinha – 53 mg

(Os valores se referem a 30 gramas de cada alimento, o correspondente a 2 colheres de sopa)

Placar SAÚDE

Farelo 5 x 1 Farinha

Fonte: https://www.greenme.com.br/alimentar-se/alimentacao/6371-farelo-de-aveia-propriedades-beneficios-e-como-consumir-mais
https://saude.abril.com.br/alimentacao/compare-farinha-e-farelo-de-aveia/
http://www.conquistesuavida.com.br/noticia/farinha-farelo-ou-flocos-de-aveia-conheca-as-principais-diferencas-entre-elas_a2706/1

 

16 set

COLOQUE O CELULAR EM MODO SAÚDE

13-9-saude-celular

O celular se tornou um objeto essencial na vida das pessoas: um levantamento brasileiro revela que sete em cada dez estudantes não desgrudam do aparelho nem na hora de dormir! Só que essa relação tão íntima pode atrapalhar o corpo e a mente. SAÚDE foi atrás de especialistas para descobrir como tornar esse convívio mais equilibrado.

 .Postura
Passar muito tempo ao celular, lendo e respondendo mensagens com o pescoço curvado, causa dor na cervical? Segundo Kenneth Hansraj, do Centro Médico de Cirurgia Espinhal e Reabilitação de Nova York (EUA), a resposta é sim. Ele constatou que, quanto maior o ângulo de curvatura do pescoço, pior: se o ângulo é de 15 graus (cabeça mais ereta), a carga sobre a cervical é de 12 quilos; se passar a 60 graus (cabeça abaixada), chega a 27 quilos.

“Quem fica tempo demais nessa posição sobrecarrega a coluna e tem dor no pescoço por fadiga muscular”, explica o médico Edson Pudles, da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Já o fisioterapeuta Ney Meziat Filho, do Centro Universitário Augusto Motta, no Rio de Janeiro, tem dados diferentes. “Não vimos associação entre a postura do usuário ao digitar no celular e a frequência de dor no pescoço”, conta o autor de um estudo de grande repercussão com 150 jovens. O professor vai continuar a investigação com um número maior de voluntários, que serão avaliados por até dois anos.

>O que fazer
Em vez de abaixar a cabeça, mantenha-a ereta e leve o celular à altura dos olhos.

Faça exercícios de alongamento para relaxar a tensão no pescoço. Uma sugestão é levantar e abaixar os ombros.

Pratique atividade física regular para fortalecer a musculatura das costas.

.Sono
Já virou até lugar-comum: quer dormir bem? Então não leve preocupação para a cama. Mas seria melhor reformular: que tal não levar o celular para a cama? No curto prazo, o uso intenso de aparelhos eletrônicos antes de dormir leva a dificuldades para pegar no sono, mau humor e cansaço. No longo prazo, porém, o estrago é maior: dezenas de trabalhos já associam um descanso inadequado a maior risco de diabetes, infarto e câncer.

O problema do celular, e de outras telas, está na emissão da luz azul. Um experimento da Universidade de Haifa, em Israel, comprovou que ela inibe a produção de melatonina, o hormônio que prepara o corpo para dormir e se reparar. “A luz azul estimula o cérebro a se manter em alerta. Isso aumenta a temperatura corporal e dificulta o início do sono”, explica a neurologista Aline Turbino, pós-graduada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). “E, quando a pessoa adormece, o sono se torna mais superficial”, completa.

>O que fazer
Maneire no uso do celular antes de dormir e diminua os estímulos luminosos e sonoros da casa quando anoitecer.

Ao deitar-se, desligue o telefone ou deixe-o no modo silencioso.

Alertas de luz e som no celular, ainda que discretos, afetam o sono. Mantenha distância.

.Visão
Atire o primeiro smartphone quem nunca sentiu os olhos ressecarem depois de ficar um bom tempo entre mensagens, e-mails e afins. Um estudo da Universidade de Seul, na Coreia do Sul, com 916 crianças entre 7 e 12 anos, revela que o risco de desenvolver a síndrome do olho seco, quando a produção de lágrimas é menor que o habitual, é maior entre aquelas que passam até 3,2 horas por dia em frente às telas. Pudera: com a vista focada nos aparelhos eletrônicos, o número de piscadas diminui e, por tabela, há um prejuízo na secreção da lágrima que lubrifica a superfície ocular.

O uso prolongado do celular, aliás, não poupa a visão dos adultos. “Os problemas vão desde coceira e vermelhidão até vista cansada e miopia“, alerta o oftalmologista Luiz Carlos Portes, da Sociedade Brasileira de Oftalmologia.

>O que fazer
Reduza o tempo ininterrupto no celular para evitar a desidratação da superfície ocular.

A vista precisa de descanso: desvie o olhar de qualquer tela por 10 minutos a cada 50.

Se o oftalmo julgar necessário, considere o uso de colírios lubrificantes.

Fonte: https://saude.abril.com.br/bem-estar/como-o-celular-afeta-sua-saude/

29 ago

BENEFÍCIOS DA COUVE

27-8-saude-couve

A couve é uma hortaliça muito rica em minerais (cálcio, ferro e fósforo) e vitaminas (A, complexo B e C). Ela é excelente para combater problemas digestivos, enfermidades do fígado, cálculos renais, menstruação dolorosa, artrite, bronquite, além de curar úlceras estomacais. A couve pode ainda ser utilizada para evitar ressacas, aliviar a prisão de ventre (devido ao seu alto teor de fibras), evitar a má disposição e aliviar dores causadas pelas úlceras gástricas.

A couve é depósito formidável de iodo, devendo ser consumida regularmente por portadores de bócio ou papeira — doença originariamente produzida por deficiência na ingestão deste mineral.

O iodo da couve é constituinte essencial da glândula tireoide, participando na produção diária dos hormônios tiroxina (T4) e triodotironina (T3).

Couve: Equilíbrio entre Cálcio e Magnésio

A couve é um alimento mais adequado para os ossos que o leite de vaca. Além de ter cálcio e magnésio, ela carrega esses dois minerais na proporção adequada. O cálcio precisa do magnésio na medida certa para conseguir exercer suas funções; entre elas, formar a massa óssea.

O leite de vaca tem nove vezes menos magnésio e três vezes mais cálcio do que a proporção necessária. Isso faz com que o cálcio do leite tenha dificuldade de se fixar no nosso esqueleto. Esse desequilíbrio aumenta o risco de perda de massa óssea, daí o risco da osteoporose.

O magnésio ainda é parceiro do cálcio em várias outras tarefas: ajudar o corpo a se livrar do acúmulo de gordura, manter a pressão arterial sob controle, regular a ação de hormônios e controlar os movimentos dos músculos.

Na couve, o magnésio faz parte da clorofila – substância que dá a cor verde à folha e com potencial de renovar as células do nosso organismo. Quer dizer que a verdura tem mais essa vantagem: rejuvenesce.

Benefícios da Couve

. Contém fibras que aumentam a nossa sensação de saciedade. É pobre em calorias e por isso, ela é muito utilizada em dietas para redução de peso.

. Ela é rica em glicosinolatos, que são fitoquímicos naturais com ação desintoxicante; ou seja, estimula a limpeza de substâncias tóxicas do organismo.

. Reduz o inchaço e melhora a textura da pele, principalmente da acne. É rica em vitamina A (RE), que age como um antioxidante. Os antioxidantes são responsáveis por combaterem os radicais livres que estão associados ao envelhecimento precoce da pele.

. Deixa seus ossos mais fortes: a couve é rica em magnésio e cálcio na proporção ideal. Para melhorarmos a densidade óssea não basta somente o cálcio, precisamos também do magnésio (sem o magnésio o cálcio não exerce função dentro do osso)

. O magnésio da couve é fundamental para a formação e o bom funcionamento dos nossos neurotransmissores, os quais são responsáveis por manter nosso bom humor.

. A couve é fonte de minerais do complexo B como a niacina (vitamina B-3), ácido pantotênico (vitamina B-5), piridoxina (vitamina B-6) e riboflavina.

. As folhas e caules são boas fontes de minerais como ferro, fósforo, cálcio, cobre, manganês, selênio, potássio e zinco.

. É também fonte de vitamina E e proteína.

. Couve é Rica em Vitamina K: O Couve fornece uma dose enorme de vitamina K, o qual é necessário para a síntese da osteocalcina, uma proteína que fortalece a composição de nossos ossos. A vitamina K também impede o acúmulo de Cálcio no nosso tecido que pode levar a aterosclerose, doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral. Finalmente, a vitamina K é essencial para a síntese de esfingolípidos, a gordura necessária para manter a bainha de mielina em torno dos nossos nervos, e, por conseguinte, o sistema nervoso.

Suco de Couve

O suco de couve é um tônico mineralizante excelente para o organismo, além de atuar como vermífugo e estimulador do apetite. Apesar de o suco possuir um teor de calorias muito baixo, ele satisfaz a sensação de apetite. Sendo assim, pode ser recomendado para tratamento em obesos.

Suco de Couve com Laranja e Gengibre

Ingredientes

. 2 folhas de couve rasgadas (bem lavadas e com talos)

. 1 laranja descascada

. 1 pedaço de gengibre sem casca (1 cm)

. água

Modo de fazer

Corte as laranjas em pedaços, tire as sementes e coloque no liquidificador. Junte a couve, o gengibre, a água e bata bem. Coe, e sirva em seguida.

Polpa da Couve Congelada

Como a durabilidade da couve é pequena, o ideal é preparar cubos de couve concentrada para usar posteriormente.

  1. Coloque no liquidificador ou na centrífuga um maço inteiro (inclusive os talos) de couve bem lavada e, de preferência, orgânica.
  2. Acrescente um pouco de água filtrada e bata até formar um caldo grosso.
  3. Coe, distribua em formas de gelo e coloque no freezer.
  4. Depois de congelar, proteja a forma com filme plástico.

Use um ou dois cubos de couve congelada por dia para preparar seu suco. Bata ou deixe dissolver no suco de sua preferência e acrescente limão ou laranja.

Como consumir a couve?

A quantidade ideal para se obter dos benefícios e comer com moderação é de 5 folhas por dia, medida totalmente segura.

A melhor alternativa é comer a couve crua – no sentido de aproveitar melhor todos os seus nutrientes.

Caso a couve seja refogada, o aconselhável é que não passe muito tempo no fogo. A ideia é apenas saltear a couve rapidamente, sem ficar muito tempo no calor.

Atenção!

Apesar de todas as boas características e propriedades citadas, a couve é uma das verduras que mais contém resíduos de pesticidas. Procure consumir a couve orgânica. já que isso nos garante que sua produção cumpre com os mais altos níveis de qualidade, além de não afetar nossa saúde.

Fonte:https://belezaesaude.com/couve/
https://boaforma.abril.com.br/dieta/beneficios-da-couve-a-verdura-e-anti-inflamatoria-e-cicatrizante

17 ago

CUIDANDO DA PELE NO INVERNO

16-8-beleza-peleinverno

Frio é sinônimo de clima mais seco, com baixa umidade do ar. Essa combinação pode acabar ressecando a pele e deixando um aspecto mais craquelado nas extremidades, como cotovelos, por exemplo, além de tirar o brilho natural e saudável do rosto. Mas a temporada da elegância não combina com corpo maltratado. Por isso, listamos cinco cuidados com a pele para que você viva o inverno linda, com a flexibilidade e a elasticidade merecida, prevenindo o envelhecimento.

Temperatura do chuveiro – Não abuse de banhos muito quentes e demorados, eles também fazem com que a pele fique mais ressecada, o que vai piorar a ação do frio.

Hidrate sempre! – Use cremes hidratantes, de preferência logo após o banho. Dê atenção a partes mais ásperas do corpo, como cotovelos, calcanhares e joelhos. Use também produtos específicos para o rosto.

Xô, ar-condicionado – Ele é mais habitualmente usado no verão, mas muitas vezes também usamos no tempo frio no trabalho ou no carro. Evite o máximo que puder, já que ele rouba água do corpo e também resseca.

Umidade do ar – Como dissemos, o tempo seco é o grande vilão dessa história toda. Para manter o ambiente mais úmido, uma bacia com água pode ser usada no lugar de um vaporizador.

Água, água, água! – Aquela história dos dois litros de água diariamente não é indicação para o verão, é para todas as estações. No inverno, a água também ajuda a hidratar e evitar todos esses problemas causados pela baixa temperatura.

Protetor solar– No inverno também tem sol, além disso, você fica exposta da mesma forma, é preciso proteger até nos dias nublados. O filtro solar pode ser o mesmo que você usa no verão, ele vai ajudar a proteger e ainda evitar sinais na pele. Essa época também é boa para apagar manchas no rosto, mas ele fica sensível e por isso você precisa usar hidratante e filtro solar.

Extremidades– É importante prestar atenção nas extremidades da sua pele durante o inverno, principalmente os cotovelos e joelhos, nessa área a pele é mais enrugada e cheia de dobras. A pele nesse local é importante para proteger as articulações e garantir a amplitude dos movimentos, mas elas precisam de muita atenção, pois tem menos glândulas sebáceas e não produzem o óleo natural que lubrifica a pele como o resto do corpo.
O mais ideal nesse caso é fazer um tratamento intensivo no inverno, aplique produtos como ureia e esfolie a pele para remover a camada endurecida.

 

Fonte:https://www.vix.com/pt/bdm/beleza/cuidados-com-a-pele-no-inverno

 

03 ago

DOR NOS OSSOS? FRAQUEZA? GRIPES? CONHEÇA OS SINTOMAS DA FALTA DE VITAMINA D

18-7-saude-vitD

Com a chegada dos meses mais frios do ano, é comum aumentar a preocupação das pessoas com a vitamina D. Afinal, grande parte da substância presente em nosso organismo é produzida quando a pele fica exposta ao sol pois os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese desta substância. –a vitamina D é um hormônio esteroide e também um nutriente encontrado em alimentos como salmão, leite, ovo e carne.

A função mais conhecida da vitamina D no organismo é estimular a absorção no intestino de fósforo e cálcio, minerais fundamentais para a saúde dos ossos, tendões e músculos. Entretanto, seus benefícios vão além do sistema musculoesquelético. Há receptores de vitamina D em quase todas as células do corpo e ela também ajuda a fortalecer o sistema imunológico, auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares e até de alguns tipos de câncer.

A seguir mostramos quatro sinais de que o nível de vitamina D no seu organismo está baixo – problema que afeta aproximadamente 1 bilhão de pessoas no mundo. Se tiver um desses sintomas, procure um médico para saber o que realmente está acontecendo e, se necessário, qual a maneira mais adequada de aumentar o nível da substância no seu organismo.

1 – Dor óssea

Na deficiência de vitamina D, o nível do paratormônio – hormônio produzido nas glândulas paratireoides – pode ficar alterado, aumentando a retirada de cálcio do tecido ósseo para a corrente sanguínea. Esse processo vai reduzindo a reserva mineral no esqueleto até que se estabeleça o diagnóstico de osteopenia e, posteriormente, osteoporose. A condição também pode causar um defeito de mineralização nos ossos, resultando em raquitismo ou osteomalacia – amolecimento ósseo, que pode levar a dor, deformidades e fraturas.

2 – Fadiga e fraqueza muscular

Com baixo nível de vitamina D no organismo, há uma diminuição da absorção de cálcio, mineral essencial no processo de contração dos músculos. Isso pode prejudicar o trabalho muscular, gerando tanto a sensação de cansaço excessivo quanto falta de força para sustentar vem a estrutura óssea do corpo. O problema pode gerar dor ao se movimentar e até resultar em quedas – principalmente em idosos.

3 – Infecções respiratórias

Sofrer constantemente com gripes e resfriados indica que o sistema imunológico não está bem. E a vitamina D exerce um papel importante para a tornar nossas células de defesa mais eficientes. A substância age nos linfócitos B e T, aumentando a diferenciação em macrófagos, além de elevar a produção de anticorpos e de citocinas anti-inflamatórias.

4 – Depressão

Os níveis baixos deste nutriente essencial estão associados com a tendência a sofrer de irritabilidade, depressão e mudanças bruscas de humor.
A vitamina D está envolvida na secreção de hormônios do bem-estar e, portanto, sua deficiência afeta a saúde mental.

Fonte: https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2018/06/08/dor-nos-ossos-fraqueza-muscular-cansaco-pode-ser-falta-de-vitamina-d.htm
https://melhorcomsaude.com.br/12-coisas-sente-deficiencia-de-vitamina-d/

18 jul

10 USOS DO MICRO-ONDAS QUE VÃO MUITO ALÉM DE ESQUENTAR COMIDA

microondas

  1. Fazer chips de frutas e vegetais

Corte fatias bem finas da fruta ou vegetal escolhido, coloque-as bem espalhadas em cima de uma folha de papel-toalha e deixe no micro-ondas por 2 minutos. Vire as fatias e deixe mais 2 minutos. Se elas ainda não estiverem crocantes, vire novamente e deixe mais 1 minuto, repetindo esse passo até chegar ao ponto desejado.

Você pode usar abacaxi, maçã, banana-da-terra, coco, abobrinha, batata, batata-doce, cenoura, mandioquinha e vários outros vegetais.

  1. Aproveitar todo o suco do limão

Colocar o limão no micro-ondas por 30 segundos antes de espremê-lo vai permitir que você tire muito mais suco. Isso acontece porque os gomos se soltam da casca e fica mais fácil rompê-los.

  1. “Fritar” bacon

Coloque as fatias de bacon entre duas folhas de papel-toalha e deixe no micro-ondas por 2 minutos em potência alta. Se o bacon ainda não estiver crocante, coloque novamente por mais 20 segundos, repetindo esse passo até o ponto desejado.

  1. Remover a casca do alho

Coloque os dentes de alho dentro do micro-ondas e deixe de 8 a 15 segundos (não mais do que isso para não queimar). A casca vai se soltar praticamente sozinha, evitando deixar cheiro nas mãos.

  1. Eliminar o choro na hora de cortar cebola

Corte as extremidades da cebola e coloque-a no micro-ondas por 30 segundos em potência máxima. Com isso, você evita que ela libere as moléculas voláteis que irritariam seus olhos e fariam você lacrimejar.

  1. Higienizar esponja e panos de pia

Para desinfetar a esponja e os panos de pia, basta colocá-los no micro-ondas na potência mais alta por alguns minutos, o que vai matar as bactérias causadoras de doenças. Só tome cuidado para não usar esse truque com palha de aço.

  1. Desinfetar a tábua de cortar

Esta dica tem o mesmo princípio da anterior: matar as bactérias com a alta temperatura. Para isso, lave bem a tábua de cortar, esfregue limão e coloque-a no micro-ondas em potência máxima por 1 minuto.

  1. Recuperar o rímel ressecado

Se o seu rímel secou e o frasco ainda não está tão vazio assim para você jogar fora, experimente colocá-lo por 30 a 40 segundos no micro-ondas junto com um copo de água.

  1. Fazer compressas quentes

Está sem sua bolsa de água quente? Então você pode aquecer uma toalha úmida por 40 a 60 segundos no micro-ondas. Tenha muito cuidado ao retirá-la do aparelho e sempre verifique a temperatura antes de fazer a compressa para não se queimar.

  1. Limpar o próprio micro-ondas

Quer limpar o micro-ondas de uma forma fácil depois de fazer qualquer um desses truques? Basta colocar um recipiente de vidro com uma colher de sopa de vinagre e deixar por 5 minutos em potência máxima. Deixe o aparelho fechado por mais 3 minutos e, quando você abrir, a sujeira terá se soltado. Use papel-toalha ou um pano seco limpo para removê-la.

 

Viu só como o micro-ondas é superversátil? Para aproveitar todas as dicas com segurança, lembre-se de usar apenas recipientes e utensílios próprios para esse eletrodoméstico e tenha muito cuidado ao retirá-los para não se queimar.

Fonte: https://www.dicasdemulher.com.br/truques-micro-ondas/

 

04 jul

DERMATOLOGISTA APONTA AS 9 PIORES COISAS QUE VOCÊ PODE FAZER COM SEU CABELO

3-7-beleza

Para ter um cabelo bonito e saudável é preciso ter alguns cuidados no dia a dia, seja investindo em bons produtos ou mesmo adotando determinados hábitos na hora de lavar e pentear.

Mas, muitas vezes, esses hábitos que parecem comuns podem acabar sendo prejudiciais aos fios ou ao couro cabeludo, causando diversos danos.

O dermatologista Lucas Fustinoni aponta alguns dos principais erros que as pessoas cometem na hora de cuidar dos cabelos e explica porque isso acontece.

      1. Amarrar o cabelo muito forte e por muito tempo

É mais prático deixar o cabelo preso. Mas, a fricção do prendedor durante o dia pode danificar os fios. Além disso, quando a tração é muito forte, esticando muito, pode levar à perda de fios na região frontal. Evite principalmente os prendedores de nylon.

  1. Usar escovas sujas e cheias de cabelo

Lavar a escova toda semana ou, pelo menos, a cada duas semanas é essencial. Essa prática ajuda a remover todos os resíduos, já que, cada vez que alguém penteia os cabelos, leva para a escova materiais que ficam grudados nela e podem causar irritações do couro cabeludo.

  1. Ingerir pouca proteína

A alimentação também é importante. Os cabelos e as unhas são feitos de queratina, componente produzido por proteínas. Com uma alimentação pobre em proteínas fica mais difícil ter cabelos e unhas fortes.

  1. Usar fronhas de algodão

O algodão é um tecido que gera uma fricção muito grande com o couro cabeludo, o que, ao longo dos anos, vai gerando danos, podendo levar a pontas duplas. Prefira fronhas de seda ou linho, que são tecidos mais lisos.

  1. Tomar banho muito quente

Água muito quente no couro cabeludo abre a cutícula, deixa o cabelo quebradiço, menos brilhante e estimula ainda mais a produção de sebo, piorando problemas como caspa, inflamações capilares, psoríase e até mesmo calvície.

  1. Não trocar os produtos

Se fizer alguma mudança no cabelo – químicas, alisamento, tintura – é necessário mudar o shampoo e o condicionador, escolhendo um que seja adequado. A cada mudança um produto novo que deve ser usado ao lavar.

  1. Excessos de tratamento

Realizar tratamentos capilares em excesso também pode deixar o cabelo sem brilho e quebradiço. Na hidratação, por exemplo, os aminoácidos se aderem de maneira temporária ao redor do fio, mas, se ocorrer um acúmulo de aminoácidos na haste capilar, estas se quebram.

  1. Esfregar muito forte

Com o cabelo molhado, quebram-se as pontes de hidrogênio e todos os fios costumam ficar mais lisinho. Mas fica, também, mais vulnerável a danos na haste capilar. Então é preciso ter cuidado na hora de esfregar durante o banho ou enquanto não estiver seco.

  1. Entrar na piscina com cabelo seco

Ao entrar em uma piscina, o fio absorve a água cheia de cloro e impurezas. A dica é sempre molhar antes ou usar produtos específicos, evitando que o cloro entre de maneira tão contundente no cabelo.

Fonte:https://www.dicasdemulher.com.br/habitos-prejudiciais-cabelo/

20 jun

A IMPORTÂNCIA DE UMA REFEIÇÃO EM FAMÍLIA

20-6-ficaadica

Hoje em dia, a televisão e a internet têm tomado um lugar muito importante em nossas vidas. Tanto é assim que estão presentes na mesa, como se fosse parte da família também. O pior de tudo é que prendem a nossa atenção e não nos permitem desfrutar dos benefícios de comer em família. Quais são essas vantagens? É sobre isso que falaremos neste artigo.

A refeição em família já não é o que era

Talvez, a imagem típica que vemos em propagandas (há alguns anos) fosse a de um casal com seus filhos desfrutando de uma refeição ou de um jantar na cozinha. Ainda que hoje esta continue sendo a imagem que um produto quer ter em sua embalagem, a verdade é que não condiz tanto com a realidade.

Hoje em dia, os pais trabalham fora de casa o dia todo e quando chegam não têm tempo nem vontade de preparar algum prato elaborado. Além disso, em todos os ambientes da casa há uma televisão, e as crianças, desde pequenas, já possuem tablets e celulares.

Isto resulta numa refeição rápida e sem interação entre os membros da família. O mesmo acontece com o café da manhã: todos com pressa porque chegam tarde, ouvindo as notícias ou vendo como será o tempo durante o dia.

O almoço em família praticamente se perdeu. Hoje as crianças comem na escola e os pais no escritório. Nos fins de semana, cada qual se levanta num horário diferente e se, por algum motivo coincidem os horários e as atividades, parece que não pode faltar a ‘estrela’ da casa, ou seja, essa caixa que nos fala, mas não nos ouve.

Aquelas mesas compridas, que tanto orgulhavam nossos avós e lhes enchia de felicidade, caíram no esquecimento. Agora tudo é automatizado; parecemos robôs, estamos hipnotizados em frente a uma tela. Não falamos com nossos pais e irmãos, não sabemos como foi seu dia, não perguntamos a eles como se sentem…

Por que comer em família é tão importante?

Sem levar em conta a idade ou com quem estivermos, sempre é bom comer em família, já que isso nos permite estabelecer alguns laços e desfrutar da companhia uns dos outros (mesmo que seja por 15 minutos). Nesta época de telas brilhantes e horários apertados, é bom destacar o fato de que compartilhar as refeições pode ser uma das melhores coisas do dia.

  1. Aumenta o consumo de legumes e frutas

Acredite ou não, uma refeição em família nos permite desfrutar de uma refeição mais saudável. Talvez seja ‘inconsciente’, mas as mães cozinham utilizando ingredientes mais naturais e incorporam mais legumes aos pratos se as crianças prestam mais atenção ao momento de comer.
Sem dúvida, não é o mesmo engolir o almoço enquanto assistimos à televisão ou checamos o telefone. O melhor é ter consciência do que se come. Além disso, nos ajuda a controlar o tamanho das porções, assim como também a apreciar melhor o sabor dos alimentos.

  1. Melhora a comunicação

A típica pergunta de como foi hoje na escola/escritório? Parece estar em perigo de extinção. Mas quando comemos em família ela surge apenas ao nos sentarmos ao redor da mesa. Com a televisão desligada e os celulares longe, ‘não temos outro remédio’ a não ser falar com quem está ao nosso lado.

Talvez, inicialmente, pareça um pouco estranho, mas com o tempo todos aguardam ansiosos por esse momento do dia, em que podem conversar. As conversas que giram em torno deste encontro são maravilhosas, nos permitem indagar sobre algum problema, compreender certos comportamentos, opinar sobre assuntos diferentes e ver a perspectiva do outro.

  1. Evita problemas

Em relação ao item anterior, também devemos ter em conta que uma refeição em família é fundamental quando há crianças e adolescentes em casa. Essa ‘obrigação’ de falar na mesa pode evitar problemas de conduta, vícios, depressão ou qualquer situação que os afete.

Talvez um filho nessa fase se torne pouco comunicativo e se feche em si mesmo, mas se diariamente observa como os outros membros da família interagem, isso pode mudar a sua atitude. Portanto, é fundamental que os aparelhos eletrônicos sejam deixados de fora da mesa.

Também é bom saber que compartilhar uma refeição em família serve para ajudar crianças com dificuldades na escola. O desempenho escolar está muito relacionado ao que acontece na casa. Se o pequeno sente que os pais têm interesse em seus estudos, sem dúvida, fará o possível para melhorar e obter boas classificações.

  1. Ensina boas maneiras

Pedir por favor, agradecer, colaborar nas tarefas domésticas e esperar nossa vez de falar são algumas das coisas que se aprendem ao comer em família. As crianças de uma certa idade são como ‘esponjas’ que absorvem tudo o que veem e ouvem.

Por isso, é fundamental aproveitar a hora do jantar para imprimir certos valores. E que melhor maneira do que ensinar com o exemplo?

Inclusive, pode ser de utilidade para que as crianças comecem a ajudar na preparação de pratos simples (por exemplo, saladas), pondo a mesa, pegando os pratos ou retirando o lixo. Isso até pode ser um outro tema de conversa no jantar!

Fonte:https://melhorcomsaude.com.br/a-importancia-de-uma-refeicao-em-familia/

07 jun

ORA-PRO-NOBIS: BENEFÍCIOS E PROPRIEDADES

6-6-orapronobis

Algumas pessoas poderão ter em suas casas uma planta chamada Ora-pro-nobis, bastante utilizada como cerca viva, devido aos seus espinhos pontiagudos, mas extremamente bela, que carrega o ambiente com suas flores. O que muita gente talvez não saiba é que a Ora-pro-nobis, além de tudo, também é comestível, sendo utilizada na região de Minas Gerais como alimento, rica em proteínas, bastante conhecida por lá como o “bife dos pobres”.

Do latim, seu nome significa “rogai por nós”, e segundo tradições, esse nome foi dado por algumas pessoas que a colhiam no quintal de um padre.

Benefícios e propriedades

>Seu alto teor de fibras ajuda no processo digestivo e intestinal, promovendo saciedade, facilitando o fluxo alimentar pelo interior das paredes intestinais, além de ajudar a recompor toda a flora intestinal. Isso evita os estados de constipação, prisão de ventre, formação de pólipos, hemorroidas e até tumores;

>Pessoas com anemia deverão passar a utilizá-la com mais frequência, pois os índices de ferro são essenciais para o tratamento desse quadro;

>O chá, feito a partir de suas folhas, tem excelente função depurativa, sendo indicado para processos inflamatórios, como cistite e úlceras;

>Esse poder depurativo associado ao chá também está ligado ao tratamento e prevenção de varizes;

>As grávidas deveriam consumir Ora-pro-nobis nesse período, pois ela é rica em ácido fólico, essencial para evitar problemas para o bebê;

>A alta concentração de vitamina C ajudará a fortalecer o sistema imunológico, evitando uma série de doenças oportunistas;

>Ótima para a pele, devido à presença de vitamina A (retinol) em grande quantidade;

>O retinol também é fundamental para manter a integridade da visão em dia;

>Mantém ossos e dentes fortalecidos, pela boa quantidade de cálcio.

 

Popularmente usadas para aliviar processos inflamatórios e na recuperação da pele queimada, a planta possui muitas propriedades devido ao seu alto valor nutricional. Na forma de chá, a erva pode ser usada como depurativa do sangue e tônica, e por isso é eficaz no tratamento de cistite, úlceras, queimaduras, problemas de pele e processos inflamatórios.

Estudos realizados na Universidade Federal de Lavras constataram que os princípios da planta podem ajudar na prevenção de doenças como varizes, câncer de colon, hemorroidas, tumores intestinais e diabetes, além de diminuir o nível de colesterol ruim, tratar furúnculos e sífilis.

É uma planta com alto teor de proteína (aproximadamente 25% de sua composição). Entre seus aminoácidos, teremos a lisina e o triptofano em maior quantidade. Seu elevado teor de vitamina C supera a laranja em 4 vezes. Além dos minerais e vitaminas, também é rica em fibras.

Como consumir?

Suas folhas, secas e moídas ou frescas são a parte comestível, e podem ser usadas em receitas como sopas, omeletes, tortas e refogadas, ou ainda cruas em saladas. Além disso, podem ser usadas para enriquecer a farinha, massas e pães.

As folhas, in natura, podem ser usadas ainda misturadas na ração de animais devido ao alto teor de proteína. De fácil digestão, uma excelente sugestão de uso da planta é triturada com água no liquidificador e, em seguida, adicionada à massa do pão ou macarrão. As folhas são ainda ótimas para enriquecer as saladas, e outros pratos comuns no cardápio diário dos brasileiros.

Contraindicações

O consumo de ora-pro-nobis não possui contraindicações.

 

https://www.beneficiosnaturais.com.br/ora-pro-nobis-beneficios-e-propriedades/

http://www.mundoboaforma.com.br/ora-pro-nobis-o-superalimento-proteico-pouco-conhecido/

21 maio

AS FUNÇÕES E BENEFÍCIOS DA ÁGUA MICELAR

21-5-aguamicelar

A água micelar é um produto feito com água e componentes que são solúveis em água e óleo. Essa mistura, ao entrar em contato com a pele, traz uma série de benefícios. Veja os principais a seguir:

Água micelar como cosmético de limpeza de pele

Segundo o dermatologista Tiago Silveira Lima essa é a principal indicação dela, de forma a realizar uma “limpeza eficaz, porém suave da pele, sem agredi-la”.
Como o especialista Felipe Codarin, dermatologista da Clínica Fares também ressalta, essa função pode ser utilizada tanto no final do dia ou até mesmo preparando a região para aplicação de maquiagem.
Sua vantagem é que promove a limpeza facilmente, sem a necessidade de movimentos mais brutos. “Por isso é muito indicada na limpeza de peles sensíveis, ressecadas, sensibilizadas, após procedimentos estéticos (como peeling, laser, microagulhamento e limpeza de pele), podendo substituir sabonetes e géis de limpeza”, ressalta Tiago Silveira.

Água micelar como demaquilante

Por ser removedor de impurezas, o dermatologista Felipe Codarin aponta que ela funciona como um bom demaquilante, ajudando a retirar principalmente o produto da região do rosto e dos olhos.
Porém, Tiago aponta um ponto importante a ser considerado sobre isso: “uma maquiagem muito pesada ou à prova d’água, de qualidade, possivelmente não será totalmente removida com a água micelar. Já filtros solares e maquiagens leves podem ser retirados com ela”, afirma.

Água micelar como tônico

A água micelar, devido aos seus componentes, possui uma ação tônica, devolvendo o equilíbrio necessário para deixar a pele mais saudável e bonita.

Água micelar como removedor de oleosidade

Por ser “oil free”, é ideal para a eliminação da oleosidade e sebo da pele, realizando essa função sem ressecá-la. Também não causa cravos e espinhas, algo desejável para as mulheres que já sofrem com esse problema.
Ou seja, como o próprio dermatologista Tiago Silveira, esse é um “produto curinga” e não pode faltar em sua prateleira de cosméticos!

Para quem é indicada?

Basicamente não há restrições para o uso da água micelar. Qualquer mulher, independentemente do tipo de pele, pode fazer uso dela, como afirma o dermatologista Felipe Codarin.
Isso porque ela “costuma ser livre de álcool, fragrância, corantes, sulfatos, sabões e parabenos, substâncias que causam alergias e irritações”, complementa Tiago Silveira

 

Fonte:https://www.dicasdemulher.com.br/agua-micelar/