arrow


  • 29 OUT

    OSTEOPOROSE

    osteoporose

    A perda menos acentuada de massa óssea é caracterizada como “osteopenia”, já o afinamento do tecido ósseo, a perda acentuada e progressiva da densidade óssea, é caracterizada como “osteoporose”.

    CAUSAS
    A osteoporose tende a acontecer com maior probabilidade no decorrer da vida adulta, na maioria dos casos relacionada com o envelhecimento.
    Pode manifestar-se em ambos os sexos, mas, mais acentuadamente em mulheres.
    Pessoas orientais e/ou de pele branca, baixas e magras são as mais predispostas a adquiri-las.

    FATORES AGRAVANTES
    Podemos listar alguns fatores que acabam sendo agravantes na perda de massa óssea, vejamos:
    * falta de atividade física,
    * alimentação deficiente em cálcio e vitamina D
    * falta de exposição ao sol,
    * baixo peso,
    * uso de corticoides,
    * mulheres com queda do hormônio estrogênio, mais comum na menopausa.
    * tabagismo;
    * consumo de álcool;
    * certos tipos de câncer;
    * algumas doenças reumatológicas, endócrinas e hepáticas.

    SINTOMAS
    A osteoporose é uma doença de instalação silenciosa. O primeiro sinal pode aparecer quando ela está numa fase mais avançada e costuma ser a fratura espontânea de um osso que ficou poroso e muito fraco, a ponto de não suportar nenhum trauma ou esforço por menor que sejam.

    DIAGNÓSTICO
    A densitometria óssea por raios X é um exame não invasivo fundamental para o diagnóstico da osteoporose. Ele possibilita medir a densidade mineral do osso na coluna lombar e no fêmur para compará-la com valores de referência pré-estabelecidos. Os resultados são classificados em três faixas de densidade decrescente: normal, osteopenia e osteoporose.

    PREVENÇÃO
    Como até os 20 anos, 90% do esqueleto humano estão prontos, medidas de prevenção contra a osteoporose devem ser tomadas desde a infância e, especialmente, na adolescência para garantir a formação da maior massa óssea possível. Para tanto, é preciso pôr em prática três medidas básicas: ingerir cálcio, tomar sol para fixar a vitamina D no organismo e fazer exercícios físicos, Na verdade, essas regras devem ser mantidas durante toda a vida.

    EXERCÍCIO FÍSICO E A DENSIDADE MINERAL ÓSSEA
    Em um estudo publicado na renomada revista americana “Sports Medicine em (2009)”, concluíram que:
    1) Os exercícios físicos atuam no fortalecimento óssea aumentando sua mineralização por atuar diretamente na matriz colágena;
    2) Os melhores exercícios para tanto, respeitando cada estágio da doença, são os saltos e o treinamento resistido por causarem impactos e/ou compressão articular respectivamente;
    3) Para pessoas idosas, aconselha-se os exercícios resistidos ao invés dos saltos devido proporcionarem uma maior segurança e menor risco de acidentes;
    4) Quanto maior a compressão mecânica mais acentuado são os resultados, e sendo assim, espera-se que o quadril e a coluna sejam as regiões que mais se beneficiam com a prática de exercícios físicos.

    RECOMENDAÇÕES
    Sempre é bom lembrar que:
    1) a osteoporose não é problema que atinge só as mulheres. Ela afeta também os homens. Nelas, a causa mais comum é a queda na produção de estrógeno depois da menopausa; neles, o índice da massa corpórea abaixo de 20, a falta ou excesso de exercício, diabetes, hipertireoidismo, doença do glúten, drogas contra a epilepsia ou imunossupressores usados em transplantes de órgão;
    2) a dieta diária deve incluir alimentos ricos em cálcio como leite, queijos, iogurtes; o cálcio é um mineral indispensável para garantir a recomposição da estrutura óssea;
    3) suplementos de cálcio e vitamina D são recomendados para manter a massa óssea, especialmente nos pacientes cujas dietas são pobres em leite e laticínios, e que apanham pouco sol;
    4) caminhar, andar de bicicleta, nadar, correr e, especialmente, exercícios com pesos são fundamentais para manter o tônus muscular e prevenir a osteoporose;
    5) os esportes mais indicados para a produção contínua de massa óssea são os que provocam grande tensão muscular. Músculos exercitados e em movimento colaboram para que os ossos fiquem mais fortes, tem efeito protetor sobre o tônus e a massa muscular que se reflete na melhora do equilíbrio e reduzem o risco de quedas e fraturas nas pessoas de idade.

    Fonte:
    http://exerciciofisicocomsaude.com.br/
    http://drauziovarella.com.br/mulher-2/osteoporose-3/

    Referências
    1. Guadalupe-Grau, A. et al. (2009). Exercise and bone mass in adults. Sports Medicine, 39(6), 439-468.
    2. SANTARÉM, J. M. Musculação em todas as idades: Comece a praticar antes o seu médico recomende. Barueri, Manole, 2012.

  • 21 OUT

    CONHEÇA 5 ELEMENTOS QUE AJUDAM NO COMBATE AO ENVELHECIMENTO DA PELE

    amigosdapele

    Todos os dias novos produtos que prometem retardar os sinais da pele aparecem no mercado. As opções são infinitas e fica até difícil escolher o que será melhor para o famoso rejuvenescimento.
    Para ajudar na escolha, reunimos cinco ativos anti-idades que estão disponíveis em cremes, séruns ou hidratantes e realmente funcionam para a pele

    ·         1 – RETINOL
    Derivado de Vitamina A, ao ser aplicado na pele, transforma-se em ácido retinoico. O retinol age dentro da célula e promove o rejuvenescimento. Entre os seus benefícios está o fato de que ele estimula a produção de colágeno novo, o que é ótimo. O melhor horário de ser usado é durante a noite. A idade ideal para se começar a utilizar o produto é a partir dos 35 anos.

    ·         2 – VITAMINA C
    Presente em diversos alimentos, como a laranja, acerola e caju, a vitamina C atua como um ótimo antioxidante – ou seja, atua na ação dos radicais livres e moléculas que causam o envelhecimento. O elemento também estimula a formação do novo colágeno e ajuda a proteger a pele. A vitamina C é encontrada em diversos cremes e pode ser utilizado tanto de dia quanto de noite.

    ·         3 – AQUAPORINAS
    São as proteínas que formam os poros nas membranas da pele e que permitem a entrada e saída da água. Acontece que, com o passar dos anos, esse tipo de proteína diminui e é preciso fazer uma reposição, com aquaporina sintética. A versão é encontrada em diversos cosméticos. O produto é indicado a partir dos 30 anos.

    ·         4 – ÁCIDO HIALURÔNICO
    É um dos açúcares que existem na pele e formam uma espécie de “gelatina”, com fibras, colágeno e elastina. Acontece que, com o passar dos anos, o nosso organismo para de produzir esse tipo de elemento. O ácido pode ser comprado em forma sintética e tem efeito hidratante, porque ajuda na retenção de água na pele. A partir dos 25 anos, já é possível consumir o produto.

    ·         5 – VITAMINA E
    Presente nas castanhas, vegetais verdes escuros, oleaginosas, fígado bovino, entre outros. Ela é um oxidante capaz de regenerar o colágeno. Também tem efeito protetor contra a radiação solar. Não existem contra indicações para o uso.

    Fonte:
    http://www.universojatoba.com.br/bem-estar/beleza/conheca-5-elementos-que-ajudam-combate-ao-envelhecimento-da-pele

  • 15 OUT

    SEMENTES QUE AFINAM: CHIA, LINHAÇA E QUINUA

    sementes

    Elas têm o poder de sossegar a fome e diminuir os estoques de gordura. Saiba como inclui-las na dieta

    Chia
    Extraída da Salvia hispânica L., planta nativa da Guatelamala e do México, essa sementinha tem uma quantidade surpreendente de fibras (4,5 gramas em uma colher de sopa), sendo uma excelente alternativa para saciar e amansar a fome. Segundo um estudo publicado na Revista da Sociedade Europeia de Nutrição Clinica e Metabolismo, acrescentar duas colheres de sopa de chia no café da manhã deixa o estômago sossegado até a hora do almoço.
    Ela ainda contém proteína (2,2 gramas em uma colher de sopa - quase o dobro da quinua, famosa por ser um vegetal rico nesse nutriente), além de doses substanciosas de antioxidantes e ômega 3 (o triplo do salmão). "Ela nutre, combate os radicais livres e tem ação anti-inflamatória", afirma Carolina Chica, nutricionista da Universidade Católica do Chile e pesquisadora da chia há quase dez anos.
    Diminuir a gordura corporal e reduzir o colesterol ruim são outros benefícios comprovados pela ciência.

    Como consumir: crua, inteira ou triturada. No iogurte, na fruta, na salada, na sopa. Batida no suco ou acrescentada na receita de pães, bolos e biscoitos. Tem sabor adocicado.

    Dose diária: de 1 a 2 colheres de sopa (80 calorias cada uma).

    Linhaça
    É uma das maiores fontes vegetais de ômega 3, famoso por reforçar as defesas e prevenir o colesterol alto. "Anti-inflamatório, esse ácido graxo também reduz a resistência à insulina, favorecendo a perda de peso", diz Renata Carnauba, nutricionista da VP Consultoria Nutricional, em São Paulo.
    Extraída da planta asiática Linum usitatissimum, a linhaça ainda carrega fibras e lignanas, fitoquímicos capazes de modular os hormônios femininos, responsável por amenizar os sintomas da TPM e da menopausa.. As sementes marrom e dourada oferecem os mesmos benefícios.

     Como consumir: crua e triturada na hora de ser consumida. Se quiser, você pode colocar a semente já triturada em um vidro escuro e armazenar na geladeira por, no máximo, cinco dias. Outra opção é comprar a linhaça triturada estabilizada.

    Dose diária: de 1 a 2 colheres de sopa (50 calorias cada uma).

    Quinua
    É uma excelente fonte de carboidrato de baixo índice glicêmico, que leva mais tempo para ser transformado em açúcar no sangue. Isso evita a produção em excesso de insulina, o hormônio das gordurinhas. "A quinua ainda tem gordura boa, vitaminas e minerais", afirma Patrícia Bertolucci.
    Mas é a proteína que faz desse grão, extraído da planta Chenopodium quinoa, originária da Cordilheira dos Andes, um alimento especial. Você pode recorrer a ele para recuperar e manter os músculos - importante para acelerar o metabolismo e, com isso, queimar mais calorias.

    Como consumir: o sabor suave do grão permite que ele seja usado em pratos salgados (salada, tabule) e doces (bolo, biscoito). Cozido sozinho, faz as vezes do arroz. Já a versão em flocos vai bem no iogurte e na fruta, e na forma de farinha pode entrar em receitas de pão e bolo.

    Dose diária: de 2 a 3 colheres por dia (75 calorias cada uma).

    Fonte: http://saude.abril.com.br/emagrece-brasil/sementes-que-afinam.shtml
    Conteúdo de BOA FORMA

     





BUSCA POR TAGS

saúde da mulher    dicas    higiene bucal    CICATRICURE    quem somos    história da Drogaria Nações   
123456789101112131415161718192021222324
QUADRADOvolta-as-aulassorrircococuidarcabeloverao_40viagem